Virtual EXHIBITION
PANMELA MAKES 39
Exposição de arrecadação de fundos para a @Redenami
FUNDRAISING EXHIBITION FOR @REDENAMI


A história da arte é problemática. Artistas negros são separados e jogados em caixinhas das artes consideradas "menores" como artesanato, naif ou como foi comigo, no street art. Antes de haver algum tipo de mal entendido, é bom reforçar que essas artes não são menores, mas são usadas como rótulos para desqualificar um tipo de produção que não possui referência européia ou feita por pessoas distantes do perfil que se esperasse de um artista com "A" maiúsculo deveria ter. 
Apesar de produzir obras em outros suportes e superfícies desde a infância, pelo perfil que tinha de garota suburbana, a única forma de receber algum mérito foi aceitar de certa forma a posição que me deixaram ocupar dentro da “caixinha” da street art. Eu poderia me contentar em ser a rainha do graffiti brasileiro, mas preferi romper com esse status e arrombar as portas da arte contemporânea brasileira, exigindo todo o respeito que um artista com minha trajetória deve ter.
Em 1993 quando eu ainda tinha 12 anos, minha mãe vendeu meu primeiro trabalho. Em 1999 eu fiz minha primeira exposição individual no Sesc São João de Meriti. Em 2010 ganhei meu primeiro prêmio de direitos humanos em Washington D. C, e estabeleci uma carreira internacional trabalhando com arte e feminismo antirracista não dentro de museus, mas sim diretamente com as pessoas. Meu trabalho inspirou milhares de meninas no Brasil e no exterior, mas só agora, perto dos 40 anos que finalmente a cena da arte contemporânea me abraça como uma de suas personagens. 
Para comemorar o meu último ano na casa dos 30, inauguro em meio a pandemia a exposição virtual  "Panmela Faz 39", com uma seleção de 10 obras marcantes da minha trajetória durante a última década, onde eu pude aprender e ensinar questões que em 2020 são lidas como urgentes.
---------------------------------------
Art history is problematic. Black artists are separated and thrown in boxes of arts considered "minor" as handicrafts, naif or as it was with me, in street art. Before there is any kind of misunderstanding, it is good to emphasize that these arts are not minor, but are used as labels to disqualify a type of production that has no European reference or made by people far from the profile that an artist with "A"  uppercase should have.
Despite producing works on other supports and surfaces since childhood, due to the profile I had as a suburban girl, the only way to receive some merit was to accept in a certain way the position that they let me occupy within the “box” of street art. I could be content to be the queen of Brazilian graffiti, but I preferred to break with this status and break down the doors of contemporary Brazilian art, demanding all the respect that an artist with my career must have.
In 1993 when I was 12 years old, my mother sold my first job. In 1999 I did my first solo exhibition at Sesc São João de Meriti. In 2010 I won my first human rights award in Washington DC, and established an international career working with anti-racist art and feminism not within museums, but directly with people. My work has inspired thousands of girls in Brazil and abroad, but only now, when I'm close to turning 40 years, that the contemporary art scene finally embraces me as one of its characters.
To celebrate my last year in my thirties, I am opening a virtual exhibition "Panmela Faz 39" in the midst of a pandemic, with a selection of 10 remarkable works from my trajectory during the last decade, where I was able to learn and teach issues that in 2020 are read as urgent.

2010
Meus 29 anos 

Eat Art - Quimika #05
 Impressão jato de tinta em papel fotográfico 
 Inkjet photo print 
28 X 39 cm / 11 X 15,3"
edição de 6 / edition of 6
R$4.000,00 Reais
$1.000,00 Dollars
Nesta série eu abandono o suporte frio do concreto da cidade, para o deleite da pele quente de homens que convido para serem pintados e fotografados. Um trabalho que coloca a minha sexualidade como protagonista, já sinalizando o caráter confessional da minha produção futura.  Esta fotografia fez parte de uma das minhas primeiras exposições individuais em 2012 no Centro Cultural CEDIM Heloneida Stuard, foi publicada em catálogo (já esgotado), e figurou em matéria no SBT .
---------------
In this series I abandon the cold concrete support of the city for the delight of the warm skin of men that I invite to be painted and photographed. A work that puts my sexuality as a protagonist already signaling the confessional character of my future production. This photograph was part of one of my first solo exhibitions in 2012 at the CEDIM Cultural Center Heloneida Stuard, was published in an out-of-print catalog, and appeared in brazilian TV news SBT.


2011
Meus 30 anos

"Soberana"
Óleo e spray sobre tela. 
Oil and spray on canvas
90 X 60 cm, com moldura 110 x 80cm. 
35,4 X 23,6", and 43,3 X 31,4" with the frame.

R$30.000,00 Reais
$7.500,00 Dollars
Essa é minha última pintura com os seios empinados, com o tempo, fui entendendo a construção dos padrões de beleza e desconstruindo-os em meus trabalhos. Pela expressão facial da retratada, percebemos que mesmo com toda a dor, ela resiste forte: um ensaio sobre se fortalecer a partir da dor que se sente. Pertence a primeira leva de pinturas da série vermelha, ou seja, primeiras pinturas onde abandono o suporte da parede da cidade, para a tela convencional depois de um lapso de uma década. Faz parte da série que eu pintava as molduras como parte da obra, e participou da Exposição Eva na Galeria Scenarium (2015) e da Exposição Panmela Castro no Centro cultural João Nogueira, Imperator (2017).
----------
This is my last painting with the perky breast, over time, I started to understand the construction of beauty standards and deconstruct them in my works. By the facial expression of the person portrayed, we realized that even with all the pain, she resists strong: an essay on strengthening yourself from the pain you feel. It belongs to the first batch of paintings in the red series, that is, the first paintings where I abandon the support of the city wall, to the conventional canvas after a lapse of a decade. It belongs to a series where I painted the frames as part of the work, and participated in the Eva Exhibition at the Scenarium Gallery (2015) and the Panmela Castro Exhibition at the João Nogueira Cultural Center, Imperator (2017).


2012
Meus 31 anos

Liberté III
Óleo e spray sobre tela. 
Oil and spray on canvas
30 x 20 cm. 
11,8 X 7,8"

R$ 5.000,00 Reais 
$1.250,00 Dollars
No graffiti trabalhamos com a ideia de um personagem que é repetido sempre. Liberté é uma mulher tão incrível, tão emancipada, que hoje não somos capazes de imaginar como ela seria. Ela aparece sempre como um pássaro, e ganhou esse nome por ter sido uma personagem de graffiti criada em minha primeira viagem à Paris, em 2011. Nesta fase começo a me questionar sobre a binaridade de gênero e se eu realmente poderia me considerar uma mulher, já que possuía tantas características masculinas. Foi o momento onde reflexões acerca das construções do gênero começam a aparecer e que desaguaram na minha primeira performance pública "Ruptura". Esta obra participou da Exposição Múltiplo Comum da Galeria A7ma de São Paulo.
------------
In graffiti we work with the idea of a character that is always repeated. Liberté is such an incredible woman, so emancipated, that today we are not able to imagine what it would be like. She always appears like a bird and earned her name because she was a graffiti character created on my first trip to Paris in 2011. At this stage I begin to question myself about gender binarity and whether I could really consider myself a woman since I had so many masculine characteristics. It is the moment where reflections about the constructions of the genre begin to appear and that resulted in my first public performance "Ruptura". This work participated in the Multiple Exhibition of Galeria A7ma in São Paulo.


2013
Meus 32 anos

Mulher Pássaro
21 X 29 cm / 8,2 X 11,6"
Aquarela sobre papel canson
Watercolor on paper
R$ 4.000,00 Reais
$1.000,00 Dollars
Obra da série de Libertés, personagem criada para graffitis que falavam sobre uma mulher inimaginável. Durante os anos de 2013 e 2014 me debrucei em uma fase longa de croquis em aquarela para minhas pinturas de graffiti. Esta é uma das poucas aquarelas ainda disponíveis de uma fase longa. Foi a base para a ilustração do caderninho lançado pela Cíceroe ainda o croqui do graffiti aparece no curta de Heloisa Passos para o Focus Forward. 
------------
Work from the series of Libertés, a character created for graffiti that talked about an unimaginable woman. During the years 2013 and 2014 I went through a long phase of watercolor sketches for my graffiti paintings. This is one of the few watercolors still available from a long phase. It was the basis for the illustration of the notebook released by Cícero and also the graffiti sketch that appears in the short film by Heloisa Passos for Focus Forward.


2014
Meus 33 anos
.
Mulher Com Flôr

70 X 50 cm / 27,5 X 19,6  
Técnica mista sobre tela
Mixmedia on canvas
R$13.000,00 Reais
$3.250,00 Dollars
Da série de Evas iniciada em 2011, Mulher com Flôr é uma obra característica da minha série vermelha inspiradas nos graffitis de rua. Foi uma fase de imersão nos estudos bíblicos e na mitologia sobre Eva, uma pesquisa sobre a tradição de desqualificar a mulher, a elegendo como irresponsável e tirando seu direito de decidir sobre sua própria vida. A partir deste processo, surgiu a personagem EVA, que mais tarde em 2015 daria nome à toda uma exposição com mais de 50 obras na Galeria Scenarium, na qual essa tela em específico participou.
------------
From the Evas series started in 2011, woman with flowers is a characteristic work of my red series inspired by street graffiti. It was a phase of immersion in biblical studies and in Eva's mythology, in a research on the tradition of disqualifying women, electing her as irresponsible and taking away the right to decide about their lives. From this process, the character EVA emerged that later in 2015, would name an entire exhibition with more than 50 works at the Scenarium Gallery, which this particular canvas participated.


2015
Meus 34 anos

Quanto mais livre, mais luz
Técnica mista sobre tela / Mixed media on canvas
120 X 80
R$30.000,00 Reais
$7.500,00 Dollars
Durante algum tempo pesquisei o mito de Eva e as lendas criadas para fortalecer que as mulheres não são confiáveis e por isso, não podem decidir sobre suas vidas. 
-------------------
For some time I researched the myth of Eva and the legends created to strengthen that women are not to be trusted and therefore, they cannot decide about their lives.

2016
Meus 35 anos

Gentileza

Impressão Jato de tinta sobre papel de algodão.
Inkjet print on cotton paper.
45 X 42 cm. 17,7 X 16,5".
Edição de 5. Edition of 5. 
R$7.000,00 Reais
$1.750,00 Dollars
A fotografia foi desenvolvida para a exposição em homenagem ao profeta gentileza no Parque Das Ruínas no Rio de Janeiro. O profeta foi uma figura icônica que pintava mensagens de paz e esperança nas paredes do Rio de Janeiro. A curadoria esperava uma pintura colorida, como as que ele fazia, mas decidi gravar sua mensagem em sangue, em respostas aos abusos e violências desta cidade para um corpo como o meu. A partir de 2015, minha produção passa a se radicalizar cada vez mais a um conteúdo mais conceitual e menos ilustrativo.
__________________
The photograph was developed for the exhibition in honor of the kind prophet at Parque Das Ruínas in Rio de Janeiro. The prophet was an iconic figure who painted messages of peace and hope on the walls of Rio de Janeiro. The curatorship expected a colorful painting like the ones he did, but I decided to record his message in blood in response to the abuses and violence in this city for a body like mine. Since 2015, my production has become increasingly radicalized to a more conceptual and less illustrative content.


2017
Meus 36 anos

Flor Carnívora
Óleo e spray sobre tela
Oil and spray on canvas
20 X 20 cm / 7,87 X 7,87"
R$4.000,00 Reais
$1.000,00 Dollares
Durante algum tempo pesquisando mitos femininos ocidentais que propunham uma mulher perigosa e não confiável, procurando o conhecimento de minha consciência como mulher e a partir da leitura do Segundo Sexo de Simone de Beauvoir, cheguei ao mito do Dente da Vagina, que trata da castração de falos no momento do coito. A vulva é influenciada pela pintura das flores de Georgia O'keefe.
________________
For some time researching Western feminine myths that proposed a dangerous and unreliable woman looking for knowledge of my conscience as a woman and from my reading of the Second Sex of Simone de Beauvoir, I got at the Vagina Tooth myth that is about phallus' castration at the moment of the coitus. The vulva is influenced by Georgia O'keefe's flowers paint.


2018
Meus 37 anos

Flor Carnívora
Serigrafia sobre papel supa white 340gm
Serigraphy on supa white paper 340gm
50 X 70 cm / 19,6 X 27,5"
R$800,00 Reais
$250,00 Dollares
A obra Femme Maison (nome apropriado da série de Louise Bourgeois) é inspirada no famoso graffiti da Frestas Trienal de Artes de Sorocaba. Na ocasião a pintura foi uma das primeiras a sofrer censura em um prelúdio da onda conservadora que estava por vir.
________________
The work Femme Maison (appropriate name of the Louise Bourgeois series) is inspired by the famous graffiti of the Frien Triennale of Arts Of Sorocaba. At the time, the painting was one of the first to suffer censorship in a prelude to the conservative wave that was to come.


2019
Meus 38 anos

Lasciva
 Impressão jato de tinta em papel fotográfico 
 Inkjet photo print 
86 X 80 cm / 33,55 X 31,5"
Edição de 6. Edition of 6.

R$8.000,00 Reais
$2.000,00 Dollars
Lasciva foi a capa do meu catálogo de 2019,  fala sobre minhas experimentações com fogo metaforicamente e literalmente falando. Faz parte de um conjunto de obras que debatem a solidão da mulher negra.
______________
Lascivious was the cover of my 2019 catalog, about my experiences with fire metaphorically and literally speaking. It is part of a set of works that discuss the loneliness of black women.

2020
Meus 39 anos

SERENO
Spray  acrílica sobre tela / Spray em acrylic on canvas.
120 X 90 cm / 47,2 X 35,4"
R$30.000,00
$7.500,00 Dollars
Dororidade é a união de mulheres e sua força política a partir da dor que sofrem com o machismo e o racismo. Durante toda a década criei obras para falar sobre sororidade, até que em 2007 a escritora negra Vilma Piedade cunha o conceito de dororidade, que passou a estar presente na ideia central da minha produção.
____________
Dorority is the union of women and their political strength based on the pain that suffers from machismo and racism. Throughout the decade, I created works to talk about sorority, until in 2007, the black writer Vilma Piedade coined the concept of dorority, that is now present in the central idea of my production.

Obrigada!
Todas as obras estão disponíveis e 50% do valor será doado para os projetos de direitos das mulheres e fim da violência doméstica da Rede NAMI. Interessados tratar com a Artha pelo telefone +55 21 97201 1986 ou pelo e-mail grafiiti@panmelacastro.com
Você também pode comemorar esse momento fazendo uma doação para a Rede NAMI como presente de aniversário para Panmela clicando aqui!
___________________
All works are available and 50% of the amount donated to the NAMI Network's projects on women's rights and the end of domestic violence. Interested to deal with Artha by phone +55 21 97201 1986 or by email grafiiti@panmelacastro.com
You can also celebrate this moment by doing an action for the NAMI Network as a birthday present for Panmela by clicking here!